22.9.05

Ecologia x naturalismo

Ecologia

A causa política que acho mais interessante e válida nos tempos que correm, é a ecologia.

Ecologia, para mim, significa uma gestão inteligente dos recursos ambientais do nosso planeta de forma a contribuir para que a Humanidade possa viver o melhor possível, em qualidade e em quantidade.

Um dos actos mais ecológicos que se pode ter é deixar de comer carnes. São totalmente dispensáveis na nossa alimentação. Aliás, a nossa alimentação fica mais saudável, mais barata, mais rápida de preparar e sobretudo mais deliciosa se nos abstermos do consumo das ditas. Além das vantagens pessoais isso contribui para o bem-estar de todos, sendo muito mais racional em termos ecológicos. Reflecte-se directa e imediatamente nos recursos florestais e aquíferos tão importantes para a nossa vida! Os benefícios acumulados em cadeia são brutais! E ainda há um bónus ético extra para quem estender a ética aos animais!

Ainda assim não apoio qualquer medida proibicionista. Acredito que a inteligência dessa opção a implementará por si mesma, a médio e longo prazo.

Também não posso apoiar os radicalismos ecologistas que chegam a ser anti-humanos.

Ás vezes parece que os animais e o "verde" são mais importantes que as pessoas! Puxa! Deve haver poucos desperdícios maiores do que os animais de estimação, que tantas vezes são tratados e protegidos, até mais veementemente que humanos!

Quando as batalhas são emocionais e afectivas ganham mais sentido e muita força! Um sentido extremista, radical e extremista!

É irritante ser ecologista e confundido com os radicais que estão sempre prontos a responsabilizar o Homem por todo o mal que vai acontecendo.

O planeta está a aquecer? Resposta mais fácil: culpem o homem e a sua poluição! Depois vai-se a ver talvez a (melhor) explicação seja outra. E talvez hajam várias causas. E vai-se a ver o Homem não é assim tão importante e poderoso…

Como se o Homem fosse um demónio culpado do seu próprio sucesso existencial. Nomeadamente o homem moderno ocidental.

Dispensam-se os sentimentos de culpa que infelizmente abundam nestes meios e questões.

Dos mais ridículos são os que defendem um certo regresso ás origens. Um negar o homem e o seu sucesso evolutivo como anti-natural! A tecnologia como um mal…

O Homem faz parte da natureza. É natureza. E tem a sua natureza…humana!

Naturalismo não tem nada a ver com progresso ou falta dele. Tem a ver com admirar e respeitar a natureza e o Homem como parte dela. Uma parte fundamental!

A ecologia é um imperativo de humildade. O homem não tem poder ilimitado. Pertence a natureza. E como é apenas uma parte pequena e dispensável desta tem de ser inteligente para se manter vivo. O Homem não pode destruir o mundo! Quando muito acaba por se destruir a si mesmo. O nosso sucesso pode dar a natureza a possibilidade ou necessidade de nos dispensar, mesmo que através da nossa própria evolução!

O naturalismo ecologista motiva-se e justifica-se por egoísmo e racionalidade.

Deixemo-nos de palhaçadas. Não precisamos de empolação emocional e seus exageros para ser convictos!



1 comment:

Luis said...

Nao sei se concordo com o teu raciocinio sobre a carne...mas enfim....

Isto dava uma conversa muito interessante..mas estou num cyber e pago a hora.....mas voltarei a este assunto...