15.5.06

Fragilidade...

Fragilidades magnânimes

O Homem tem um poder incrível. Conseguimos fazer coisas fantásticas, a todos os niveís. E ás vezes parecemos capaz de aguentar tudo. Ás vezes (sobretudo na adolescência) pensamos ser omnipotentes. Imortais. Conquistaremos o mundo! Talvez até sejamos capazes de o mudar …

Mas…

De repente, um pequeno nada deita tudo a baixo. E nem vestígio deixa. Um qualquer vento nos põe frente a frente com a nossa fragilidade que é do tamanho da nossa efemeridade.

De repente somos apenas…pó!

E isso vale tanto para cada um, como para a humanidade inteira!

2 comments:

Luis said...

..ah pois....nao passamos de po.....

sonia said...

Gostei!
Mas também não desprezemos o "pó"! Aqueles que fazem, vivem e transformam a sua "efémera existência" em "ouro alquímico" (Onde é que eu já ouvi isso!?)... depois quando se tranformam em pó... viram pó de perlim-pim-pim, daqueles que fazem magia!