5.4.06

Sistema, integração, incomprensão...

Sistema

Sistema tem a ver com relação. “Está tudo ligado!”

Sistema é uma generalização referente ao estado geral das coisas, da sociedade…

“Sistema” é uma generalidade tão vasta que nada mais é que a própria vida da qual somos um seu aspecto vivente. Todos a ele pertencemos, nem que seja combatendo-o!

Se nos enquadramos numa parte do sistema, dita democrática, então esse sistema tende a favorecer um amplo grau de diversidade e possibilidades, e a manter uma grande tolerância ás diferenças. É a própria filosofia desse tipo de sistema. É da concorrência e cooperação dessas diferenças que esse tipo sistemático extrai a sua vitalidade. Mas esse sistema não é o dominante no mundo. Nunca foi. É apenas um privilégio espacio-temporal que temos a sorte de vivermos.

Claro que no sistema (na vida…) se reformulam constantemente ordens, feitas de regras, determinadas por relações de poder piramidais (hierarquias) e nas quais despontam incessantemente mais e novas lideranças. Isso é “natural”. Faz parte da natureza. É assim. Simplesmente é!

Essas regras e ordens têm como sentido algo muito simples e óbvio: criar o máximo de vida com o mínimo de trabalho. É só eficiência e eficácia. Vida é movimento. É mudança. É energia. Quanto mais energia afectarmos para a nossa vida melhor ela será. Mais tempo tempos para desfrutar a vida. Mais qualidade de vida.

Energia em termos contabilísticos chama-se DINHEIRO. $$$.

Claro que como “nada se ganha, nada se perde e tudo se transforma” para uns terem mais outros terão menos. O sistema que favorece uns desfavorece outros…

As mesmas regras e ordens que limitam, aprisionam e matam uns são a própria liberdade, salvação e realização pessoal de outros.

Todos gostam de regras e ordem. Da sua regra e ordem. Daquela que os favorece.

E a questão do sistema é essa: o sistema favorece as nossa pretensões egoístas do momento? Se sim é bom. Se não é mau. Simples.

Também aqui é uma questão de integração, ou não. E mais que absolutos há graus…

Para um insatisfeito será algo mau. Diabólico mesmo. Para quem lidera o sistema será algo bom. Para quem a existência simplesmente é o sistema simplesmente existe.

O resto é conjectural...

2 comments:

Pedro Miguel de Moura said...

E o céu é azul... :P

RICARDO CUNHA said...

Parabéns por suas análises e avaliações Antônio, de vez em quando eu também dou um nó na minha cabeça de tanto pensar nesse negocio chamado sistema.
Eu penso que o melhor sistema seria onde as ações libertas dos ismos, sejam voltadas para o bem comum de todos e do planeta.
Mas para isso devemos nos livrar de outro ismo o Egoismo, e pensar não somente nos nossos e sim em todos acredito na consciencia humana e sei que um dia vamos chegar lá. Deus é pai.
Abraço se puder me envie um e-mail
novosrumos3setor@hotmail.com
Ricardo Cunha