22.9.05

Naturalismo...

Natural? Não! Biológico...

Ao longo da minha vida já tive o privilégio de viver em vários sítios vidas bem diferentes.

Já vivi em metrópoles cosmopolitas e não cosmopolitas. Em cidades pequenas e médias. E em aldeias. Aldeias de campo e de praia.

Isso dá-me uma experiência pessoal bem ampla para enquadrar certos idealismos.

Algumas pessoas que sempre viveram em cidades e têm do mundo rural uma vivência de turista fugaz, referem-se ao campo de uma forma quase romântica. Os mais velhos falam da "província" de uma forma quase nostálgica. Os mais novos têm outro tipo de nostalgia. Uma nostalgia mais idealista!

Mesmo sem considerar os exageros dos que acham que as batatas fritas e o frango vêm do super-mercado(!!!), há um idealismo comum em muitos miúdos (e graúdos) citadinos. O idealismo de que no campo é que era bom! Nada do stress e correrias da cidade. Nada de barulhos tecnológicos (muitas vezes o que tem "mão" humana parece anti-natural e quase…demoníaco!). Na aldeia sim. Era mais "natural". As pessoas viviam mais saudáveis junto da "mãe" terra.

Um idealismo bem "hippie" conjugado com teorias modernas sobre ecologia que alimenta sonhos de um regresso a uma vida mais integrada na "natureza". Um sonho nublado, mas em que aparecem imagens de harmonia à volta da fogueira, numa quinta onde todos vivem de uma agricultura de subsistência supostamente mais limpa e "biológica". Em que todos partilham e celebram a amizade num clima de paz e amor entre os homens e os animais!

Que lindo! Que alienação!

É uma visão tão idílica como pitoresca. Muito mais pitoresca do que eles próprios pintam as aldeias bucólicas do nosso país!

Na realidade, no campo trabalha-se muito e retira-se pouco. A agricultura de subsistência mal alimenta os poucos avós que ainda nela persistem e que aliás maldizem essa vida. A produtividade é tão pouca que não alimentaria quase ninguém. E de limpa não tem nada. No final do dia não haveria tempo e energia para fazer uma fogueira e filosofar ao som da guitarra e dos passarinhos da "quintinha". O sonho seria ir para a …cidade!

Tenho vários amigos com formação superior e experiência profissional pratica na área da agricultura. Se há coisa com que eles se riem é da forma como as pessoas pagam (muito) mais pelos produtos ditos "biológicos". "Biológico" e "natural" hoje são marcas comerciais pagam e bem pagas, e que, na maioria do casos, não querem dizer nada! Claro que há excepções à fraude! As excepções que confirmam a regra!

São as mesmas ilusões criadas pela beleza de um barco de pesca entrando ou saindo da barra ao por-do-sol! É lindo de facto. Mas só para quem está cá fora no quentinho a observar e a sonhar! Lá dentro é frio e húmido. Balança, cheira mal, e os colegas e patrões são chatos e exigentes. È bastante perigoso e no fim ainda é mal pago!

Enfim!

O campo e o mar são realmente lindos!

A agricultura é fundamental e requer respeito pela dignidade que tem!

Mas os sonhos idílicos sobre o regresso á "natureza" alimentados por esses citadinos só mesmo para os citadinos que nunca viveram realmente de uma forma tão…biológica!

Viva a natureza…humana!

3 comments:

Luis said...

nem mais...epa...quase que escreves um post com que concordo completamente!

eh eh eh eh...s

Antonio said...

Porra! Prometo qu eda próxima vez vou ter mais cuidado paar me certificar qu eisto nao acontece! LOL

Agora a sério. Acho qu ena maioria das vezes a maioria das pessoas concorda com quase tudo o qu eas outras dizem. Muitas vezes apenas expressamos as coisas de forma diferente.

E além disso é muito mais estimulante encontrar diferenças e assim poder alimentar os debates.

Sei que se te esforçares conseguirás encontrar alguma discordancia qualquer...

ahhahahahahhahahahahah

Anonymous said...

encontrei!

"A agricultura é fundamental e requer respeito pela dignidade que tem!"

e fundamental porque?so temos agricultura a cerca de 10000anos e ve o que nos trouxe:

ok, divisao de trabalho,especializacao,arte...mas tambem guerras,classes sociais,dominios,classes guerreiras,etc..

epa..deem-me os cacadores recolectores de volta.....

vou agora para a namibia ter com os bosquimanes..esses sim....

luis